RHecados: Que tal uma releitura nos projetos que você se propôs a fazer desde o início do ano e ainda nem se moveu?


segunda-feira, 29 de julho de 2013

10 dicas de diretor do Cirque du Soleil para estimular a criatividade!

O diretor-técnico do Cirque du Soleil, Patrick Flynn, apresentou nesta segunda-feira (29) conceitos do circo que, segundo ele, podem estimular no processo criativo de ações de marketing, publicidade e propaganda dentro das empresas.  A apresentação ocorreu na abertura do 1º Congresso Brasileiro de Live Marketing, que acontece até esta terça-feira (30) em São Paulo.

“O que mais surpreende é quando uma pessoa faz uma coisa inesperada, diferente. Aproveitamos sempre isso quando vamos investir em uma nova atividade artística”, disse. “Buscamos fazer o que sabemos fazer, mas encontrar uma nova plataforma para isso”, afirmou.
O Cirque du Soleil foi criado em 1984 e, segundo ele, o primeiro espetáculo teve uma plateia de 300 pessoas. “Atualmente nossos shows são assistidos por 15 milhões de pessoas por ano”, afirmou. De acordo com Flynn, mais de 100 milhões de pessoas no mundo já viram algum espetáculo do circo.

O live marketing é toda ação de marketing que ocorre ao vivo (que não é gravada), como interações diretas com o público nas ruas, distribuição de panfletos e produtos de demonstração em lojas, realização de eventos e até mesmo a interatividade com usuários na internet (em redes sociais, por exemplo).

Veja 10 exemplos dentro do circo que, segundo Flynn, estimulam a criatividade
1 – Saber correr riscos
 Flynn cita a experiência de ginastas do circo, que muitas vezes se arriscam em acrobacias, como inspiração para os “desafios criativos”. “Temos o exemplo de uma ginasta brasileira, que passou a ser uma artista do circo que voa (... ). Ela passa dos braços de um homem até o de outro, em uma distância que vai de dois a 15 metros entre uma pessoa e outra. Como ginasta, essa tomada de risco faz parte para a vida dela”, diz.

2 - Ultrapassar os próprios limites
Os espetáculos do Cirque du Soleil não têm limites, afirmou, e por isso é importante desafiar a pessoa criativa a ultrapassar esses limites. “Há um processo de guiar os criadores e desafiar o criado e ir além do que era a sua capacidade”.

3 – Valorizar todas as ideias, independentemente de onde venham
O diretor-técnico afirmou que a empresa valoriza as ideias de todos os que fazem parte do Cirque du Soleil. “Valorizamos as ideias que vêm, independentemente de onde vêm, celebramos a boa ideia”, diz. Ele citou um exemplo de um artista do circo que tinha vontade de fazer um novo número, foi apoiado, e hoje o número solo foi incorporado ao espetáculo. Disse, ainda, que a empresa mantém um canal para receber as sugestões dos funcionários. "Solicitamos a participação de nossos 'circenses' para identificar as tendências criativas em todo o mundo."

Leia Mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem, da discussão nasce a sabedoria!