Leitores amigos, de hoje até o final de junho estarei perambulando por aí! Curtindo férias e momentos sabáticos!

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Quer trabalhar em Seleção?

Esse artigo foi extraído de uma rede social e traduz de forma simples e objetiva como deveria ser o comportamento de um Recrutador/Selecionador de Pessoal. O texto está em seu formato original. Vale a leitura!

"Tenho visto diversas vagas, não só neste grupo, como também em outras fontes e acredito que todos concordam que a remuneração costuma ser baixa, principalmente para quem está começando.

Além do baixo salário, infelizmente as empresas estão pouco preparadas para treinar esses profissionais para entrevistar um candidato para uma determinada vaga. Ou então acreditam que se o profissional seguir aquele roteirinho básico de perguntas, fará uma boa entrevista.
Imaginem a seguinte situação: o candidato vai para uma entrevista empolgado para falar de suas experiências, conquistas, desafios e quando entra na sala de entrevista:
Selecionador mal abre um sorriso, pega o currículo e começa a ler (coisa que deve ser feita ANTES). Fica aquele silêncio. Então ele diz "Você é formado..... .em Direito, né?", "Trabalhou na empresa XYZ.......por que você saiu?", "Você tem quantos anos de experiência?" , "Quais são suas qualidades e defeitos?".
Pessoal, uma entrevista que se resume a perguntas deste tipo não é uma entrevista de verdade!
Em primeiro lugar, o SELECIONADOR é o cartão de visitas da empresa. É a primeira pessoa que o candidato vai conhecer. Se o selecionador se apresenta com a cara fechada, atrasa e não pede desculpas, faz perguntas fechadas e muito básicas, qual a impressão que o candidato terá da empresa???
Não basta fazer as perguntas corretas. O selecionador precisa deixar o candidato a vontade. Talvez já tenham passado por uma situação parecida. Comparem o desempenho de vocês. Se o selecionador é ruim, fatalmente você não irá bem na entrevista, pois ele não terá feito as perguntas necessárias para conhecer suas experiências e desafios enfrentados. A boa seleção é aquela que o candidato sai da salacom a sensação de "dever cumprido". O bom selecionador permite que o candidato faça perguntas também.
Portanto, para aqueles que gostariam de trabalhar nesta área, avaliem se gostam mesmo de pessoas, coloquem-se no lugar do candidato e estudem, ESTUDEM MUITO antes de entrevistar. Façam cursos. Leiam muito.
Não considerem que avaliar um candidato numa entrevista é algo fácil. NÃO É! Hoje, qualquer um faz uma entrevista. Mas uma boa entrevista, são poucos.
Sejam sensatos: dinâmicas de grupo não devem ser invasivas, pois o candidato já está nervoso, e isso somente vai piorar a situação.Avaliem se é mesmo necessário fazer um processo com tantas etapas. Lembrem-se que o candidato desempregado pode não ter dinheiro para gasolina, condução ou estacionamento. O candidato empregado não pode ficar inventando

desculpas a todo momento para passar por seleção, pois pode prejudicá-lo no atual emprego.
O que adianta dar uma prova de português para o candidato, se o selecionador escreve no e-mail "vou estar aguardando por você"????
Forneçam as informações POR TELEFONE. Cargo, salário, local de trabalho, horário, benefícios, atividades. O seu tempo é precioso não é? O do candidato é mais ainda. E o dinheiro dele também.
E mais - saibam falar com o candidato por telefone. Quantas vezes o candidato recebe ligações de selecionadores que parecem super perdidos e que parecem um operador de telemarketing com um roteirinho. Qual a impressão que o candidato vai ter?

Às vezes a marca da empresa é forte - multinacional, grande porte, fácil acesso. Um despreparado nos liga, mas tudo bem, a empresa é boa. Ao chegar lá, espera tempos na recepção, recebe aquele atendimento padrão, entrevista bem básica. Qual a imagem que ficará da empresa como empregadora? ?? Posso dizer que muitas já caíram no meu conceito por possuir profissionais tão despreparados. Fica então a dica para aqueles que estão iniciando. Abraços"

Fonte: Isabela Cavalheiro isadevita@yahoo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem, da discussão nasce a sabedoria!