Leitores amigos, de hoje até o final de junho estarei perambulando por aí! Curtindo férias e momentos sabáticos!

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Falta interesse pela carreira em RH

Há tempos e em outros escritos, comentei sobre o tema publicado no jornal Valor Econômico. O RH trabalha em ilhas de excelência que algumas empresas reconhecem, precisam e mantém. Nelas, o RH é motivado, valorizado, cobrado (muito cobrado) e por isso vive em constante aprendizado e ascenção. Em redes sociais, esse RH não faz perguntas simplistas (porque sempre procura respostas por conta própria) e nem pede "modelos" prontos. Quando aparece é para participar e/ou promover debates. Em forma de depoimentos, o artigo provoca o tema "novo RH de novo". Boa leitura!


Por Carolina Cortez | Valor

Além da atual dificuldade para preencher as vagas disponíveis na empresa, os próprios departamentos de recursos humanos têm tido problemas para atrair profissionais capacitados para fazer a gestão do capital humano. Segundo Carolina Duque, especialista em RH e ex-diretora da área na Embraer e na TAM, os jovens que estão saindo da faculdade não têm interesse nem a qualificação necessária para assumir esse tipo de função. 

Com um número cada vez maior de fusões e aquisições acontecendo no Brasil — só este ano foram anunciadas 467 operações —  os profissionais de RH serão cada vez mais demandados e necessários dentro das corporações. Diante desse cenário, a escassez de talentos para aqueles departamentos que não investem na própria renovação de seus quadros é uma “bomba relógio”, dizem os especialistas que participaram de um debate sobre  o tema  “A nova geração do RH”, na 38ª edição do Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas (Conarh), ocorrida em São Paulo.

“O problema da formação de mão de obra especializada tem afetado muito o RH, pois as pessoas que assumem a gestão , em geral, vêm de outros segmentos, como psicologia e administração. Eles saem da faculdade sem saber quais são as reais funções da área”, explica.

Leia Mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem, da discussão nasce a sabedoria!